quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

MENSAGEM DE ANO NOVO


Feed de Notícias

Mais um ano chega ao fim

Mais um ano chega ao fim. Para alguns marcados por extrema alegria, para outros embargados de dor. Nesse momento é hora de refletir.

Como foi nosso ano? Conseguimos conquistar nossos ideais? Será que realmente lutamos por eles?

Demos o abraço que nosso irmão tanto queria, ou viramos as costas não se importando com ele? Pedimos perdão pelas nossas falhas, ou o orgulho não deixou? Fomos amigos e companheiros com nosso colega de trabalho, ou simplesmente fazíamos nosso trabalho sem se importar com o outro tão perto de nós? Estivemos presente na vida de nossos filhos, de nossos maridos, esposas?

Enfim, depois de tantas perguntas nos vêm mais uma pergunta: será que teremos uma outra chance? Para um pedido de desculpas, uma reconciliação, uma dúvida não respondida, um amor encontrado, uma dor desaparecida, um grito de alívio, um beijo, um abraço que não foi dado?

Meu Deus… nos dê forças, nos dê saúde, nos dê a chance de fazer o que deveria ser feito, consertar nossos erros, de sermos amigos, companheiros, compreensivos, mãe, pai, filha, filho, esposa, esposo.
Nos dê a chance de viver cada vez mais o amor verdadeiro de Cristo.

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

PREFEITO GONÇALO DIOGO COM IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA


 O atual Prefeito Municipal de Nova Russas, o Sr. GONÇALO SOUTO DIOGO, teve Tomada de Contas Especiais nº 17.737/14, exercício 2014, como IRREGULARES com multa de R$ 1.064,10 e mais ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA.

A TCE Nº 17737/14 é oriunda de uma denúncia de nº 13.227/14, que teve como relator o Conselheiro Ernesto Saboia. O julgamento tornou-se transitado em julgado em data de 23/12/2015.

O Prefeito Sr. GONÇALO SOUTO DIOGO com essa condenação torna-se INELEGÍVEL por 8 (oito) anos à contar do final do mandato pelo qual foi eleito, conforme a Lei Complementar nº 64/90, artigo 1º, I, letra "g".

Nessa TCE, o Prefeito Gonçalo Diogo foi condenado por irregularidades, tendo em vista o excesso de Despesas com Pessoal frente a Receita Corrente Líquida, em afronta ao artigo 20, III, b da LC nº 101/2000.


Obs2: Até hoje o Prefeito não completou o pagamento do mês de novembro/2015 e continua com a folha acima de 60%.

Obs1: Já são 03 (três) Contas Julgadas Irregulares do Sr. Gonçalo Souto Diogo. 

 ACÓRDÃO Nº 5221/2015, datado de 23/09/2015.

 EMENTA:
.Tomada de Contas Especial.
.Prefeitura Municipal de NOVA RUSSAS.
.Exercício de 2014.
.Parecer do Ministerial pela PROCEDÊNCIA da TCE, com aplicação de multa e reconhecimento, em tese, da prática de ato doloso de improbidade administrativa (item 2.1 - Despesa com Pessoal).
.Decisão da 2ª Câmara do TCM/CE pela PROCEDÊNCIA da presente TCE.
.Aplicação de MULTA no valor de R$ 1.064,10 (art. 56, inciso II da LOTCM/CE)
.Reconhecimento, em tese, da prática de ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA, com fundamento no art. 10, caput da Lei nº 8.429/92.
. Anexar cópia do presente Acórdão ao Processo de Prestação de Contas de Governo da Prefeitura Municipal de Nova Russas, exercício financeiro de 2014
. Determinações.

Veja abaixo:

Processo N° 15737/14

Agendar Atendimento Programado | Acompanhar este processo | Procurar outro processo |   Serviços
Data da Criação: 11/08/2014
Município: Nova Russas
Exercicio: 2014
Tipo: Tomada de Contas Especial
Processo Mãe: N° 13227/14 : Nova Russas (2014) - Denúncia
Unidade Gestora: Prefeitura Municipal

Data Finalidade Setor
17/12/2015 15:59 Providenciar Ofício de Inscrição na Dívida Ativa Sec. Controle de Prazo
23/10/2015 10:15 Prov. Intimação em DOE-TCM em 23.10.2015 Sec. Controle de Prazo
21/10/2015 10:24 Para expedir ofício Sec. Controle de Prazo
09/10/2015 13:51 Para incluir processo em pauta Sec. Distribuicao e Sessoes
30/04/2015 09:03 cumprido despacho CONS.ERNESTO SABOIA









ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA PARA CHIQUINHO DIOGO


O Ex-presidente da Câmara Municipal e hoje atual Secretário de Administração,Finanças e Controladoria da Prefeitura Municipal de Nova Russas, o Sr. FRANCISCO JOSÉ DE SOUSA DIOGO, teve Tomada de Contas Especiais nº 13.150/14, exercício 2012, como IRREGULARES com multa de R$ 3.192,30 e IMPUTAÇÃO DE DÉBITO no valor de R$ 55.944,00 e mais ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA.

A TCE Nº 13.150/14 é oriunda de uma denúncia da Sra. DANIELLE VERAS DE OLIVEIRA de nº 10.127/14, que teve como relator o Conselheiro Hélio Parente de Vasconcelos Filho. O julgamento tornou-se transitado em julgado em data de 28/12/2015.

O Secretário Sr. FRANCISCO JOSÉ DE SOUSA DIOGO com essa condenação torna-se INELEGÍVEL por 8 (oito) anos conforme a Lei Complementar nº 64/90 e NÃO pode continuar nomeado em cargo comissionado ou função gratificada conforme a Lei Municipal nº 850/2012, datada de 05 de novembro de 2012, no seu artigo 2º, inciso VI, Lei sancionada pelo próprio quando presidente da Câmara Municipal de Nova Russas.

Obs: Já são duas Contas Julgadas Irregulares do Sr. Francisco José de Sousa Diogo.

 ACÓRDÃO Nº 6009/2015, datado de 28/10/2015.

EMENTA:

. Câmara Municipal de NOVA RUSSAS, exercício de 2012;
. Tomada de Contas Especial - TCE oriunda da Provocação feita por 3º, comunicando a não prestação efetiva de serviços contratados e pagos pelo então gestor;
 . Parecer do Ministério Público Especial, de lavra da ilustre Procuradora de Contas, Dra. Leilyanne Brandão Feitosa, opinando pela procedência da presente TCE, com aplicação da multa;
. Em ACORDO com o Parecer Ministerial;
. Decisão da 2ª Câmara do TCM/CE pela PROCEDÊNCIA da TCE, considerando as presentes contas IRREGULARES, conforme o disposto no art. 13, III, da LOTCM, com aplicação de MULTA, no importe de R$ 3.192,30, com fulcro no art. 56, II, da LOTCM c/c art. 154, II, do RITCM, imputação de DÉBITO, atualizado monetariamente, no valor de R$ 55.944,00, e reconhecimento, em tese, de prática de ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA, em face da pecha constante ao ITEM 01 (Ausência de comprovação de prestação efetiva de serviços contratados). VENCIDO, por maioria de votos, o Conselheiro Domingos Filho o qual se posiciona pelo julgamento das contas como regulares;
. Juntada da presente decisão à respectiva Prestação de Contas de Gestão e de Governo;
. Determinações.

Veja abaixo:

 

 Processo N° 13150/14

Agendar Atendimento Programado | Acompanhar este processo | Procurar outro processo |   Serviços
Data da Criação: 03/07/2014
Município: Nova Russas
Exercicio: 2012
Tipo: Tomada de Contas Especial
Processo Mãe: N° 10127/14 : Nova Russas (2012) - Denúncia
Unidade Gestora: Câmara Municipal

TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICIPIOS Interessado
DANIELLE VERAS DE OLIVEIRA Responsvel
FRANCISCO JOSE DE SOUSA DIOGO Responsvel

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

MENSAGEM DE NATAL E ANO NOVO





Um momento doce e cheio de significado para as nossas vidas. É tempo de repensar valores, de ponderar sobre a vida e tudo que a cerca. É momento de deixar nascer essa criança pura, inocente e cheia de esperança que mora dentro de nossos corações.

É sempre tempo de contemplar aquele menino pobre, que nasceu numa manjedoura, para nos fazer entender que o ser humano vale por aquilo que é e faz, e nunca por aquilo que possui.
Noite cristã, onde a alegria invade nossos corações trazendo a paz e a harmonia.
O Natal é um dia festivo e espero que o seu olhar possa estar voltado para uma festa maior, a festa do nascimento de Cristo dentro de seu coração. Que neste Natal você e sua família sintam mais forte ainda o significado da palavra amor, que traga raios de luz que iluminem o seu caminho e transformem o seu coração a cada dia, fazendo que você viva sempre com muita felicidade.
Também é tempo de refazer planos, reconsiderar os equívocos e retomar o caminho para uma vida cada vez mais feliz. Teremos outras 365 novas oportunidades de dizer à vida, que de fato queremos ser plenamente felizes. Que queremos viver cada dia, cada hora e cada minuto em sua plenitude, como se fosse o último. 

Que queremos renovação e buscaremos os grandes milagres da vida a cada instante.
Todo Ano Novo é hora de renascer, de florescer, de viver de novo. Aproveite este ano que está chegando para realizar todos os seus sonhos!
Feliz Natal e um próspero Ano Novo!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

ARIALDO X DOMINGOS NETO: CONFLITO TERÁ PEDIDO DE CPI NA ASSEMBLÉIA

Arialdo X Domingos: conflito terá pedido de CPI na Assembleia


A troca de farpas entre o deputado federal Domingos Neto (Partido da Mulher) e o Secretário de Turismo do Estado, Arialdo Pinho, tem desdobramentos na convivência entre o grupo liderado pela prefeita de Tauá, Patrícia Aguiar (PSD), e pelo ex-vice-governador Domingos Filho com os grupos do ex-governador Cid Gomes e o Governo Camilo Santana (PT).

O troco de Domingos virá com apoio a formação de um bloco parlamentar independente na Assembleia Legislativa. Os deputados estaduais desse bloco irão votar com o Governo, mas, também, farão oposição. Uma das primeiras iniciativas nesse sentido será a apresentação de um requerimento com pedido de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar irregularidades em empréstimos consignados a servidores estaduais.
EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS.

Um dos alvos dessa investigação é Arialdo Pinho que, como secretário de Governo na gestão Cid Gomes, teria feito gestões, segundo denúncia do deputado estadual Heitor Férrer, para beneficiar o genro Luis Antonio Valadares de Sousa na intermediação de empréstimos consignados aos servidores estaduais.

Heitor citou Valadares, conhecido como Zé do Gás, como sócio da Promus Promotora de Crédito e Cobranças Extrajudiciais Ltda. A empresa tinha, de acordo com denúncia de Heitor Férrer em 2011, a exclusividade da operação de créditos consignados. A Promus ganhou a exclusividade para intermediar os empréstimos após a ABC (Administradora Brasileira de Cartões S.A.) vencer, em 2009, a licitação para essas negociações.

No contrato assinado entre a ABC e o Governo do Estado, uma cláusula disciplinava a contratação de uma empresa para intermediar empréstimos junto à CEF e ao Bradesco para os servidores estaduais. À época da denúncia, Heitor pediu, mas conseguiu ver instalada uma CPI para apurar o caso. Agora, o assunto volta à pauta da Assembleia Legislativa como resposta de Domingos Neto e seus aliados às declarações de Arialdo Pinho.

INDIGNAÇÃO E REVOLTA

Familiares e aliados de Domingos Neto manifestaram indignação com as declarações de Arialdo Pinho que o acusou de defender o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), denunciado pelo suposto recebimento de propina no escândalo da Petrobras. Domingos rebateu Arialdo, o acusou de arrogante e disse que não aceita ser capacho.

Há pouco mais de um mês, Domingos Neto trocou o PROS pelo PMB (Partido da Mulher Brasileira) e não quis seguir os ex-governadores e irmãos Cid e Ciro Gomes na filiação ao PDT. Antes dessa mudança, a prefeita de Tauá e mãe de Domingos Neto, Patrícia Aguiar, decidiu sair do PMDB para comandar o PSD no Ceará.

Com o PSD e o PMB, Patrícia e Domingos comandam mais de 30 prefeituras, tem influência forte sobre lideranças municipais que poderão vencer as eleições em cidades do Interior em 2016 e construir uma nova via política para as eleições de 2018. Há conflito hoje entre integrantes do bloco político do ex-governador Cid Gomes e o ex-vice-governador Domingos Filho, atualmente conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Sob orientação do senador Eunício Oliveira, a bancada do PMDB na Assembleia Legislativa fortalecerá o bloco independente.

sábado, 19 de dezembro de 2015

VEREADOR DENILSON PERES É NOTIFICADO PELA JUSTIÇA ELEITORAL

O vereador Luis Denilson Peres foi notificado pela justiça eleitoral com prazo de 05 dias para se manifestar no processo de Infidelidade Partidária.

O vereador é acusado de não está filiado ao PSD, partido pelo qual foi eleito em 2012.

O Vereador Luis Denilse já perdeu o mandato no ano de 2008 pelo mesmo motivo, ou seja, infidelidade partidária.

Após o recesso judiciário vamos esperar os próximos capítulos.

Acompanhamento processual e Push

Obs.: Este serviço é de caráter meramente informativo, não produzindo, portanto, efeito legal.
PROCESSO :   RP Nº 27380 - Representação UF: CE
TRE
Nº ÚNICO:   27380.2015.606.0000
MUNICÍPIO:   NOVA RUSSAS - CE N.° Origem:
PROTOCOLO:   614392015 - 18/11/2015 11:55
REPRESENTANTE:   JOSE VALDEMIR RODRIGUES DE MATOS, suplente do cargo de vereador
ADVOGADO:   André Gustavo Madureiro Paiva
REPRESENTADO:   LUIS DENILSE PERES MARTINS, Vereador
REPRESENTADO:   PARTIDO SOCIAL DEMOCRÁTICO - PSD, municipal
RELATOR(A):   JUIZA JORIZA MAGALHÃES PINHEIRO
ASSUNTO:   AÇÃO DE PERDA DE CARGO ELETIVO POR DESFILIAÇÃO PARTIDÁRIA - CARGO - VEREADOR - PEDIDO DE CONCESSÃO DE LIMINAR - PEDIDO DE ANTECIPAÇÃO DE TUTELA - PEDIDO DE CASSAÇÃO/PERDA DE MANDATO ELETIVO
LOCALIZAÇÃO:   SPRO2-Seção de Processamento 2
FASE ATUAL:   18/12/2015 14:24-Juntada
 
 
Andamento Distribuição Despachos Decisão Petições Todos
Andamentos
Seção Data e Hora Andamento
SPRO2 18/12/2015 14:24 Juntada do E-MAIL enviado pelo Chefe de Cartório da 48ª Zona Eleitoral - Nova Russas/CE, que encaminha certidão confirmando o cumprimento de Carta de Ordem.
SPRO2 16/12/2015 14:23 Juntada de email da 48ª ZE - Nova Russas/CE, confirmando o recebimento de comunicação eletrônica.
SPRO2 09/12/2015 17:11 Com informação expedida Carta de Ordem Eletrônica ao Juízo Eleitoral da 48ª Zona ¿ NOVA RUSSAS/CE

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

DO BLOG DO ELIOMAR DE LIMA - MARCOS ALBERTO TEM CONTAS APROVADAS

Ex-prefeito de Nova Russas já posa de pré-candidato



O ex-prefeito de Nova Russas, Marcos Alberto Martins Torres, teve suas contas de governo no processo nº 7905/12 – exercício 2011, da relatoria do conselheiro Ernesto Sabóia, aprovadas.

O parecer favorável foi endossado pelo Pleno do Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quinta-feira (17).

Marcos  Alberto deve disputar novamente a Prefeitura de Nova Russas, ano que vem. É o que ele já admite para seus correligionários.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

EXCELENTE ARTIGO DO PROFESSOR TIM SOBRE ANIVERSÁRIO DO LÍDER SEBASTIÃO MANO

Artigo do Professor Tim celebrando aniversário do importante político Sebastião Mano.

Hoje é o aniversário de uma instituição política: Sebastião Mano!
Nascido Sebastião Rodrigues Mano e filho do saudoso líder Justino Mano -um dos mais sérios e honrados homens públicos de nossa região-, Sebastião Mano, como é mais conhecido nos meios políticos, é a aniversariante.
Sebastião Mano aniversaria, mas que ganha o presente é o povo de Nova Russas, pois ter uma liderança inteligente e carismática do nível de Sebastião Mano, que sempre defendeu os interesses coletivos maiores do nosso povo.
A biografia política de Nova Russas se confunde com a do povo de Nova Russas. 
Foi vereador do PMDB e enfrentou os anos de chumbo da ditadura militar, sendo, inclusive, processado como base na Lei de Segurança Nacional, mas absolvido ao lado de Irmã Cleide, pela Justiça do Ceará, sob a falsa acusação de subversão e incitação de invasão ao comércio local, nos anos 80.
Sebastião Mano é personalidade amiga, humilde, inteligente,  leal e cumpridora dos seus compromissos. 
Fazendo isso e sempre assim nos vários cargos que assumiu em Nova Russas, como os de vereador e de secretário de finanças/chefe de gabinete na gestão do ex prefeito Marcos Alberto -de quem é grande amigo e militante do Grupo Azulão.
Razões para dizer que Sebastião Mano é um bom filho, excelente irmão, pai sempre solidário da Denise e outros filhos, marido fiel da sua esposa amada: Tertulina Pinho.
Ficam os nossos parabéns para o grande político Sebastião Mano.
Muitos anos de vida, Sebastião Mano!.
__________________________________________
Autor do artigo: Professor Tim é cientista político e blogueiro.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

STF REJEITA DENÚNCIA ELEITORAL CONTRA ANÍBAL GOMES

STF rejeita denúncia de crime eleitoral contra Aníbal Gomes


anibal_ferreira_gomes 
Por unanimidade, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou hoje (15) a primeira denúncia julgada da Operação Lava Jato. Os ministros entenderam que não há indícios suficientes para abertura de ação penal contra o deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE) por crime eleitoral.

O deputado foi denunciado ao STF após depoimento prestado, em agosto, à Polícia Federal, em um dos inquéritos que responde na Lava Jato. Na ocasião, Gomes foi questionado sobre a origem de R$ 207 mil que foram aplicados na sua campanha. Aos delegados, o deputado afirmou que cerca de R$ 100 mil foram recebidos diretamente por ele, pelo fato de terem sido doados por parentes e em pequenas quantias. Com a base na afirmação, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou o deputado por suposta omissão na prestação de contas de campanha eleitoral do parlamentar.

Ao analisar o caso, o ministro Teori Zavascki entendeu que não há indícios mínimos de autoria do suposto crime. Além disso, Zavascki disse que a PGR sequer arrolou uma testemunha no inquérito. O relator foi seguido pelos ministros Gilmar Mendes, Carmen Lúcia, Dias Toffoli e Celso de Mello.

Gomes é investigado em três inquéritos da Lava Jato que tramitam no Supremo. Em um deles, o deputado é acusado de atuar como representante do presidente do Senado, Renan Calheiros, (PMDB-AL), no suposto recebimento de propina.

O gabinete do deputado foi alvo dos mandados de busca e apreensão da Operação Catilinárias, deflagrada nesta manhã.

RENAN É VISTO SAINDO DA CASA DE CUNHA, APÓS AÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL

Renan é visto saindo da casa de Cunha, após ação da Polícia Federal



O presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), foi visto saindo da residência oficial do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), na manhã desta terça-feira (15/12). O parlamentar deixou o local por volta das 11h, no banco de trás de um carro, pouco depois de a Polícia Federal cumprir mandados de busca e apreensão no local. Ele não falou com a imprensa.

A ação de hoje, intitulada “Catilinárias”, é feita em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF), para cumprir 53 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), referentes a sete processos instaurados a partir de provas obtidas na Operação Lava-Jato. As residências do presidente da Câmara foram os principais alvos.

As buscas foram autorizadas pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. São nove mandados para o Distrito Federal, 15 em São Paulo, 14 no Rio de Janeiro, seis no Pará, quatro em Pernambuco, dois no Alagoas, dois no Ceará e um no Rio Grande do Norte.

As medidas decorrem de representações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal nas investigações que tramitam no Supremo. Elas têm como objetivo principal evitar que provas importantes sejam destruídas pelos investigados. Segundo a PF, foram autorizadas apreensões de bens que possivelmente foram adquiridos pela prática criminosa.

Os investigados, na medida de suas participações, respondem a crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, organização criminosa, entre outros.

Com informações do Correio Braziliense

CUNHA É ALVO MAIS VISTOSO, MAS AÇÃO DA PF MIRA TODO O PMDB

Cunha é alvo mais vistoso, mas ação da PF mira todo o PMDB


Pedro Ladeira/Folhapress
Agentes da PF fazem busca e apreensão na casa de Eduardo Cunha em Brasília em nova fase da Lava Jato


A operação da Polícia Federal na casa de Eduardo Cunha pode parecer um presente para a aniversariante da véspera, Dilma Rousseff, mas o escopo da etapa Catilinárias da Lava Jato atinge diversas alas do PMDB –contrárias e favoráveis ao impeachment da presidente. Os efeitos para a governabilidade do que sobrou da gestão da petista se insinuam graves. 

Alvo mais vistoso, o presidente da Câmara parece ter recebido um "tiro de advertência", jargão militar para o disparo que antecede o abate de uma aeronave hostil. É muito cedo para saber, mas se Cunha for culpado de tudo o que o acusam, dificilmente teria provas relevantes sob seu colchão; já um celular ou um tablet seu podem ter mensagens que interessem a um investigador. 

Seja como for, acordar com a PF em sua porta no dia decisivo para o rumo do processo de cassação de seu mandato no Conselho de Ética e na véspera de ver o rito do impeachment de DIlma sob sua batuta analisado no Supremo Tribunal Federal tem impacto simbólico enorme. 

Mas as boas notícias para o Planalto acabam aqui. A operação da PF vai muito além de Cunha. Dois ministros do partido são alvo de buscas, um aliado de Cunha (Henrique Eduardo Alves, Turismo) e outro, do Planalto (Celso Pansera, Ciência e Tecnologia). 

No caso de Alves, o tiro político acerta o vice-presidente Michel Temer, líder do PMDB em processo aberto de rompimento com Dilma. O ministro e Cunha estiveram na noite de segunda (14) com Temer, supostamente para reclamar das ações da presidente para tentar reconduzir Leonardo Picciani (RJ) à liderança do partido na Câmara. 

Aqui entra um complicador para quem busca roteiros fáceis. Pansera, alvo nesta manhã de terça (15), foi indicado justamente por Picciani, adversário visceral de Cunha no PMDB. Ou seja, sobrou para todo mundo na briga. 

RENAN CALHEIROS
 
Mais importante: uma série de nomes ligados ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), também está no foco. A começar pelo deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE), que se apresentava como seu preposto segundo as investigações da Lava Jato. 

Até aqui, Renan se vendia como aliado central contra o impeachment de Dilma. Sob fogo, é questionável se irá manter a mesma disposição, já que sempre fez coro a Cunha nas acusações de que a Procuradoria-Geral da República age seletivamente e sob influência do Planalto.

Os críticos dessa teoria conspiratória têm os fatos da segunda, com a denúncia do "primeiro-amigo" de Luiz Inácio Lula da Silva, para diluir a suspeita. 

Para aqueles que a partilham, um dado chama a atenção: desde que Temer escreveu a carta rompendo extraoficialmente com Dilma, a presidente ordenou uma ação para bombardear seu grupo no PMDB. Até a segunda, por exemplo, o Planalto tentava reverter a remoção de Picciani da liderança, manobra do vice e de Cunha. 

Enquanto os detalhes da ação da Lava Jato, que vinha sendo ventilada como impactante há semanas, são lentamente revelados, o clima em Brasília é de "barata-voa". Se os alvos no PMDB decidirem reagir, cada um à sua maneira e com seu interesse, o resultado é imprevisível.

JANOT QUERIA BUSCA E APREENSÃO NA CASA DE RENAN, MAS TEORI NÃO DEU AUTORIZAÇÃO

Janot queria busca e apreensão na casa de Renan, mas Teori não deu autorização

renan calheiros
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, bem que tentou fazer buscas e apreensões na casa do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL), mas o pedido não foi deferido pelo ministro Teori Zavascki (STF).

É o que informa a colunista Vera Magalhães, da Veja Online.

PMDB AGORA SAI DE CIMA DO MURO E CAI

PF faz busca em endereços de Cunha e de ministros em nova fase da Lava Jato


Pedro Ladeira/Folhapress
Agentes da PF fazem busca e apreensão na casa de Eduardo Cunha em Brasília em nova fase da Lava Jato
Agentes da PF fazem busca e apreensão na casa de Eduardo Cunha em Brasília em fase da Lava Jato

Em mais uma fase da Operação Lava Jato, a Polícia Federal cumpre nesta terça-feira (15) mandados de busca e apreensão na residência oficial do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e dos ministros Celso Pansera (Ciência e Tecnologia) e Henrique Eduardo Alves (Turismo), ambos do PMDB, além de outros políticos, a maioria do mesmo partido. 

Um celular de Cunha foi apreendido. Houve buscas na na diretoria-geral da Câmara, órgão responsável por fechar contratos e ordenar despesas. 

Fábio Cleto, aliado de Cunha que ocupava uma das vice-presidências da Caixa Econômica Federal até a semana passada, também foi alvo de busca, em São Paulo. Ele é um dos principais operadores do presidente da Câmara. 

A ação da PF ainda atinge o deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE), apontado como interlocutor do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), nos desvios da Petrobras, e a sede do PMDB em Alagoas. Embora não seja alvo direto de um mandado de busca, o presidente do Senado também é objeto desta operação. Um dos inquéritos investigados nesta fase é o dele. A operação atinge pessoas com foro privilegiado ou ligadas a eles. 

Outros atingidos são o senador e ex-ministro Edison Lobão (PMDB-MA) –que é investigado no Supremo Tribunal Federal pela Lava Jato–, Nelson Bornier (PMDB-RJ), prefeito de Nova Iguaçu e aliado de Eduardo Cunha, Sergio Machado, ex-presidente da Transpetro, e o deputado Alexandre Santos (PMDB-RJ) –ele foi foi citado nos depoimentos do delator Fernando Soares por suposta influência em uma das diretorias da Petrobras, de acordo com reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo". 

Santos foi filiado ao PSDB entre 1994 e 2003, mudou para o PP entre 2003 e 2005, e desde então está no PMDB. Baiano disse que foi apresentado por ele a Cunha em 2009. 

A sede da empresa Estre em São Paulo –que tem como sócios o BTG Pactual, de André Esteves, e o fundador do grupo, Wilson Quintella Filho– também foi alvo de busca e apreensão na manhã desta terça. 

Os agentes da PF estiveram também no escritório mantido pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) no Edifício De Paoli, na avenida Nilo Peçanha, no centro do Rio.

É o mesmo prédio onde fica a filial do Rio da empreiteira UTC. 


PMDB
 
Com Cunha, ministros e parlamentares na mira, a operação da PF atingiu em cheio o PMDB. Embora não seja alvo direto de um mandado de busca, o presidente do Senado também é objeto desta operação. Um dos inquéritos investigados nesta fase é o dele. A operação atinge pessoas com foro privilegiado ou ligadas a eles.

Em julho, depois de a Polícia Federal ter realizado ações de busca e apreensão na residência de três senadores investigados na Lava Jato, Cunha fez uma provocação ao dizer que a corporação pode ir à sua casa "a hora que quiser"

Na ocasião, questionado sobre o que pensava da ação da PF e se temia que sua casa fosse alvo de uma das operações, Cunha respondeu: "Eu não sei o que eles querem comigo, mas a porta da minha casa está aberta. Vão a hora que quiser. Eu acordo às 6h. Que não cheguem antes das 6h para não me acordar". 

Um chaveiro foi chamado na residência do deputado, acompanhado pela servidora que é responsável pela administração da Câmara. O local permanece isolado por três viaturas da Polícia Federal. Servidores que trabalham na residência foram impedidos de entrar. Moradores da região passam no local para fotografar a ação. 

Na residência oficial do Senado, não há movimento. O carro do presidente do Senado, Renan Calheiros ( PMDB-AL), está no local.

GOVERNO TEME REFLEXOS POLÍTICOS DA LAVA JATO DEPOIS QUE PMDB VIROU ALVO

Governo teme reflexos políticos da Lava Jato depois que PMDB virou alvo

No Palácio do Planalto, há o reconhecimento de que a nova fase da operação Lava Jato deve agravar a situação política no Congresso Nacional, desestabilizando também o Senado.

Isso porque, ao atingir também o entorno do presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB- AL), a investigação da Polícia Federal deixa apreensivos integrantes do PMDB no Senado.

Até o momento, a presidente Dilma Rousseff tem no Senado um ambiente mais favorável, principalmente para tentar barrar um processo de impeachment. O governo ainda não sabe qual será a reação do grupo mais próximo do senador Renan Calheiros, mas teme que haja uma instabilidade maior também no Senado.

O governo tem trabalhado para amenizar as dissidências do PMDB. Mas, nesta nova fase, com dois ministros do partido como alvo, Henrique Eduardo Alves (RN), do Turismo, e Celso Pansera (RJ), da Ciência e Tecnologia, além do ex-ministro Edson Lobão, o Planalto teme uma reação desses setores mais alinhados com a presidente Dilma.

O governo viu com preocupação o fato de pessoas próximas a Renan - como o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado e o deputado Aníbal Gomes -, além da própria sede do PMDB de Alagoas, estarem no foco da PF nesta fase da Lava Jato.

"Não há como controlar esta investigação, mas, não há dúvidas que ambiente político ficará mais instável neste final de ano", admitiu um auxiliar direto da presidente Dilma.

POLÍCIA FEDERAL CHEFA CERCO AO PMDB

PF faz buscas na casa de Cunha, Anibal Gomes e Sérgio Machado

                            FOTO: PEDRO LADEIRA/ FOLHAPRESS

A Polícia Federal faz nesta terça-feira, 15, por ordem do Supremo Tribunal Federal (STF), uma operação de busca e apreensão na residência oficial do presidente da Câmara Eduardo Cunha, em Brasília, e em na casa do parlamentar no Rio. O deputado é acusado por corrupção e lavagem de dinheiro pela Procuradoria-Geral da República, nas investigações da Operação Lava Jato. As informações são do Jornal O Estado de São Paulo.

A operação da PF tem outros alvos: o deputado Anibal Gomes (PMDB-CE) e o ex-presidente da Transpetro Sergio Machado foram alvo de busca e apreensão. Ex-senador e ex-deputado federal pelo Ceará, Sérgio Machado dirigiu a Transpetro por 12 anos – durante os dois mandatos do então presidente Lula e, no primeiro ano do segundo mandato da presidente Dilma Rousseff. A Polícia Federal também cumpre mandato de busca e apreensão na casa do e do senador Edison Lobão (PMDB-MA), do ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves e do da Ciência e Tecnologia, Celso Pansera.

Durante as investigações do Ministério Público Federal e da Polícia Federal, o nome do então presidente da Transpetro, Sérgio Machado, foi citado por suposto recebimento de propina. De acordo com reportagem do Jornal O Estado de São Paulo, ‘’Em anotações e arquivos de computadores apreendidos do ex-diretor Paulo Roberto Costa também há referências à Transpetro e a Sergio Machado, o que indica, segundo as investigações da Operação Lava Jato, que o esquema de corrupção e desvios na Petrobrás pode ter alcançado também sua subsidiária de logística e transportes.’’ Sérgio contestou a denúncia, se declarou inocente, mas as pressões o levaram a entregar o cargo.

O presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, foi denunciado pelo Ministério Público Federal em agosto. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou denúncia ao Supremo Tribunal Federal (STF) em que acusa Eduardo Cunha de ter recebido propina no valor de ao menos US$ 5 milhões para viabilizar a construção de dois navios-sondas da Petrobras, no período entre junho de 2006 e outubro de 2012. O deputado Anibal Gomes (PMDB), também, investigado na Operação Lava Jato, é alvo de quatro inquéritos no STF. Em uma nota da Revista Época, no dia 30 de abril, dizia que Sérgio temia ser alvo da Operação Lava Jato. Abaixo, a nota da Época:

Sérgio Machado teme ser alvo da Lava Jato e pede ajuda de Renan

O ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado desembarcou silenciosamente em Brasília na semana passada e jantou com seu padrinho político, Renan Calheiros. Machado está aflito com o futuro das investigações da Operação Lava Jato e acha que pode ser um dos alvos. Machado perguntou se não havia como Renan indicar o próximo comandante da Transpetro para blindá-lo contra devassas nos contratos da estatal. Machado, que chefiou a Transpetro por 12 anos e está afastado há seis meses, também se disse preocupado com o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, que ameaça convocá-lo a depor na CPI da Petrobras só para espezinhar Renan.

PMDB NA MIRA DA POLÍCIA FEDERAL

Polícia Federal cumpre mandados da Lava Jato no Ceará


Policial federal na casa de Sergio Machado, em Fortaleza, nesta terça-feira (Foto: Giioras Xerez/G1)
Policial federal na casa de Sergio Machado, em Fortaleza, nesta terça-feira (Foto: Giioras Xerez/G1)

A Polícia Federal cumpre dois mandados de busca e apreensão no Ceará como parte da Operação Catilinárias, deflagrada nesta terça-feira (15/12), a partir de provas obtidas na Operação Lava Jato. O deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE) e o ex-presidente da Transpetro Sergio Machado estão no alvo das investigações.

Agentes da PF cumprem determinação judicial na casa de Sergio Machado, no Bairro Dunas, em Fortaleza. Eles chegaram ao local por volta de 8 horas.

Aníbal Gomes é investigado no Supremo Tribunal Federal (STF) pela suspeita de participar de reuniões com empreiteiros para tratar de valores de propinas obtidas em contratos com a Petrobras. O envolvimento de Aníbal Gomes no esquema foi denunciado pelo ex-diretor de Abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa.

Segundo o ex-executivo, que é delator da Lava Jato, o deputado era um emissário do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que dava sustentação política para que Costa continuasse como diretor da estatal.

Na época em que foram divulgadas as denúncias, Aníbal Gomes negou as acusações e disse que não houve entrega ou promessa de recursos para ninguém.

Em depoimento à Justiça Federal do Paraná, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa disse que tinha conhecimento de que a Transpetro repassava propina a políticos. Ele relatou aos procuradores da República ter recebido R$ 500 mil de Sérgio Machado, em razão de a diretoria que ele comandava à época ter participado da contratação de navios para a subsidiária da Petrobras.

Ainda segundo o relator, a propina foi paga em dinheiro na casa de Machado, no Rio. Costa ressaltou no depoimento que não lembra quando ocorreu o negócio, mas que teria sido entre 2009 e 2010. “[O dinheiro] foi entregue diretamente por ele [Machado], no apartamento dele no Rio de Janeiro”, contou Paulo Roberto Costa.

Após as denúncias, Sérgio Machado se afastou da gestão da empresa para que fossem “feitos os esclarecimentos” necessários.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

RECURSO DE DILMA CONTRA ANÁLISE DAS CONTAS 2014 ENTRA NA PAUTA DO TSE

Gilmar Mendes decidiu incluir processo no julgamento desta terça-feira (15).
Tribunal aprovou contas com ressalvas em 2014; ministro reabriu apuração.

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Gilmar Mendes incluiu na pauta desta terça-feira (15) da Corte recurso da presidente Dilma Russeff contra a investigação das contas da campanha dela de 2014. As contas foram aprovadas com ressalvas ano passado, antes da posse, mas Gilmar Mendes decidiu reabrir a a investigação em agosto deste ano.

 

O ministro enviou à Procuradoria Geral da República e à Polícia Federal informações da prestação de contas da campanha eleitoral de 2014 de Dilma para investigação de eventuais irregularidades. O julgamento do recurso ocorrerá em um momento decisivo para a presidente, pois também nesta semana o Supremo Tribunal Federal (STF) deverá decidir sobre o rito do processo de impeachment.

O recurso de Dilma Rousseff pautado para ser julgado na terça são os chamados “embargos de declaração”, recursos para contestar omissões, contradições ou obscuridades no acórdão (documento que resume as decisões tomadas durante o julgamento). De acordo com a assessoria de imprensa do TSE, o recurso questiona a própria determinação de reabertura do processo.

A presidente nega irregularidades em sua campanha presidencial. O PT também já informou ter recebido apenas doações legais durante a campanha.

Nova investigação
 
Gilmar Mendes é o relator da prestação de contas e manteve o processo aberto para apurar indícios de irregularidades em razão da Operação Lava Jato, que apura dinheiro da Petrobras por meio de um esquema de corrupção na estatal. Mendes afirmou também que dados da investigação da Lava Jato indicam que o PT foi financiado indiretamente pela Petrobras, o que é vedado pela legislação eleitoral.

Ao pedir nova investigação das contas de Dilma, Mendes considerou haver indícios de que foram cometidos durante as eleições do ano passado crimes de lavagem de dinheiro e de falsidade ideológica, que poderiam levar à abertura de ação penal.